Home / NOTICIAS >> VER TODAS / FBI quer usar impressões digitais de morto para desbloquear iPhone

FBI quer usar impressões digitais de morto para desbloquear iPhone

FBI quer usar impressões digitais de morto para desbloquear iPhone

18/02/2016 21:03

Depois do caso que está a opor o FBI à Apple, já apoiada pela Google e por Snowden, as autoridades estão a ponderar medidas radicais: usar as impressões digitais de suspeitos mortos para desbloquear os iPhones.

iphone.jpg

O FBI tem uma ordem judicial a exigir que a Apple colabore com as autoridades para criar uma “porta dos fundos” que permita aceder aos conteúdos do iPhone do atirador de San Bernardino. No entanto, a empresa liderada por Tim Cook já reagiu recusando a colaboração, alegando que isso iria colocar em causa a privacidade dos dados dos utilizadores. O CEO da Google e Edward Snowden já mostraram o seu apoio à marca da “maçã”.

Agora, as autoridades ponderam começar a usar as impressões digitais de suspeitos mortos para desbloquear os seus telemóveis. No caso do atirador de San Bernardino, não iriam ter sucesso uma vez que o iPhone 5C não tem o leitor de impressões digitais. Investigadores ouvidos pela Forbes explicam que o FBI poderá também desenvolver o seu próprio ataque para conseguir aceder aos dados, tirando partido do driver USB e das comunicações PC-iPhone que acontecem mesmo com o telemóvel bloqueado. No entanto, sairá muito mais barato obrigar a Apple a colaborar com a investigação. Uma equipa de hackers italianos já vendeu uma solução de espionagem mobile por 775 mil dólares.

Fonte: http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/mercados/2016-02-18-FBI-quer-usar-impressoes-digitais-de-morto-para-desbloquear-iPhone

Verifique Também

REUNIÃO INAUGURAL DA COMISSÃO DE SEGURANÇA DA ALES

Jornalismo SINDIPERITOS/ES Nesta segunda(11/02) foi instalada a Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa do Espírito ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *