Home / NOTICIAS >> VER TODAS / ‘OPERAÇÃO LAVA TECO-TECO’ CAPIXABA

‘OPERAÇÃO LAVA TECO-TECO’ CAPIXABA

A ‘Operação Lava Teco-Teco’ Capixaba

Do: setor de jornalismo da Appes/Fenappi

Diante dos milhões e até bilhões que envolvem a “Operação Lava-Jato, tão bem conduzida pelo Juiz Sérgio Moro, e da estratégia que obrigou os  executivos da JBS a entregarem o verdadeiro assalto aos cofres públicos para fugirem das ‘garras’ de Moro, fatos gravíssimos que envolvem até o presidente da república, convenhamos que R$ 40 mil ou R$ 50 mil é pingo d’água no mar da corrupção com o dinheiro público. Não menos grave, mas uma espécie de trocado diante dos bilhões.

Evidentemente que a fase das operações magistralmente conduzidas pela Polícia Federal e pelo MPF envolvendo quantias menores, mas que somadas também alcançam a cifra de milhões, terão que aguardar momentaneamente tamanho é o volume de informações e o montante de dinheiro púbico envolvido. Afinal como diz o ditado popular ‘de trocado em trocado a galinha enche o papo’ e se não é um ‘jato’ não deixa de ser um ‘teco-teco’.

Uma ‘farra’ com distribuição de verbas públicas jamais vista em lugar algum do mundo que envergonha os capixabas e brasileiros, estarrecidos com tamanha cara de pau de algumas figuras explicando como o dinheiro veio parar em suas mãos.

Mas parece que a fase das ‘verbas menores’ não tarda a ser deflagrada, principalmente quando o Superior Tribunal de Justiça e a Justiça eleitoral começarem a analisar caso a caso essas ‘pequenas verbas’ para as quais se espera que tenham explicações legais e objetivas. Só não vale vir com histórias de ‘malas’ e ‘cuecas’ como desculpas ou que não conhecem os executivos da JBS.

Com toda certeza não se pode pressupor culpa antes das devidas explicações porque o devido processo legal e a presunção de inocência devem prevalecer. O país apesar de literalmente assaltado ainda deve obediência à legalidade e à democracia. Conquanto que a moralidade não fique esquecida na lama.

A revelação desses fatos de fracionamento de verbas distribuídas pela JBS que somadas são igualmente vultosas, conforme a deleção da JBS e seus executores descarados, por outro lado não deixa de espantar o surgimento de nomes que deveriam pairar acima de quaisquer suspeitas dado os cargos que ocupam.

Aguarda-se a apuração rápida e rigorosa dos fatos e, comprovada a culpa, que o joio seja imediatamente afastado do trigo. Até lá, se convive com dúvidas que nem deveriam existir se algumas escolhas fossem adequadas e sérias.

Verifique Também

GOVERNO DO ESTADO REPARA INJUSTIÇA

Setor de Jornalismo Appes/Fenappi Visando tratamento igualitário aos que merecem ser tratados com igualdade, o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: