Home / NOTICIAS >> VER TODAS / SUPERINTENDENTE “CRIA” CARGO DE PERITA ESPECIALIZADA OFFICE GIRL MOTORISTA
jegue

SUPERINTENDENTE “CRIA” CARGO DE PERITA ESPECIALIZADA OFFICE GIRL MOTORISTA

jegue

Não dá nem pra acreditar e nem o governador tem tanta bala na agulha, mas a superintendente da SPTC colocou uma motorista especializada para levá-la de viatura para cima e para baixo pela cidade: uma perita papiloscópica.

A perita, formada em biologia, passa o dia todo levando a superintendente para reuniões, encontros e demais atividades de suma importância dos superintendentes/delegados da SPTC e batendo carimbos, enquanto o laboratório de perícia papiloscópica e outros setores que a categoria necessita ficam sem peritos por causa da não realização de concurso.

A situação é tão absurda que no Departamento ninguém acredita. Os peritos fazem um concurso concorrido e passam oito meses na Acadepol se especializando para virarem motoristas de delegado, carimbadores de papel e cicerones de gabinetes.

Inacreditável o que ocorre no Departamento. Para fazer uma matéria dessas, a redação do site tem até que medir as palavras para não carregar em demasia o escárnio que isso representa, saindo da esfera do ponderado para a contundência cabível.

Enquanto você, cidadão, fica com seus dados privados sendo manuseados por pessoas estranhas aos quadros da categoria, várias delas menores de idade, peritos especializados ficam submetidos à total falta de visão da perícia e da importância da identificação. Uma das conseqüências é a criminalidade que nunca diminui no ES.

Ter que denunciar isso publicamente para alertar sobre descasos desse quilate é realmente o fim da picada.

Obs: Ao final de matérias como essas, temos que pedir clemência aos “gestores” para não ter nenhuma retaliação contra a categoria. O espírito de vingança é tamanho que podem colocar peritos papiloscópicos como lixeiros da PC, limpadores de banheiro, entregadores de croquete, etc. Não sejam cruéis porque somos meio burros e ainda não alcançamos o brilhante futuro que querem para os peritos papiloscópicos!

 

Obs 2: A respeito da foto desta matéria: um cidadão africano que carrega diariamente seu cabrito (dá pra ver que é macho, não é?) de casa para o trabalho, representando que cada um deve cumprir seu fardo. Algumas pessoas são muito melindrosas para distorcer fotografias, mas na hora de sentar a borduna não tem comiseração alguma. Portanto: 1) o bode não se refere a ninguém; 2) a bicicleta não é veículo oficial; 3) o cidadão africano que carrega o bode nas costas não é servidor do ES. Forçar barra para posar de vítima tem limite.

Verifique Também

A quem interessa?

Conheça o trabalho dos Peritos Oficiais Criminais. Espírito Santo paga pior salário do país paraos ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *